A importância do Benchmarking

Esses dias, recebi um e-mail que comparava o ambiente de trabalho ao desenho animado Caverna do Dragão: afinal, quem não reconhece as figuras que enfrentam o trabalho, os que somem quando mais se precisa, os que vem com mensagens obtusas que deixam a equipe confusa?
Às vezes, 2 filiais podem executar a mesma tarefa de maneiras diferentes, e isso pode fazer toda a diferença.
O Benchmarking nada mais é que uma pesquisa básica em empresas concorrentes (sem espionagem, é aprendizagem sobre ferramentas de gestão aplicáveis à realidade de nosso trabalho). Mas em filiais, essa comparação pode ser no mínimo interessante.
O primeiro aspecto é observar a liderança. Se o cara for estilo self-made-man, daqueles que arregaçam as mangas e trabalham, ele serve de exemplo para a equipe. E ele pode exigir que vistam a camisa, já que o próprio faz isso!
A equipe do self-made-man trabalha a finco, concentrada. Com tantos detalhes e tarefas a executar, nem sobra tempo de falar da vida alheia e ficar de intrigas. Resultado: alta performance.
E por quê não incorporarmos o melhor do melhor? Porquê o benchmarking envolve algo que poucas pessoas querem: comprometimento!!!

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s