Nem Cândido, nem Murphy

A gente passa por cada situação…e não dá para "pedir p sair",rs.
Os problemas sempre existirão, o que muda é a forma como podemos encará-los.
Lembro da lei de Murphy (quando tudo pode dar errado, dará): a casa cai (literalmente) bem naquela semana de prova; o teu paquera aparece na festa acompanhado…às vezes parece que uma nuvenzinha negra paira na nossa cabeça, ou como dizem, estamos zicados,rs. E aí paramos para avaliar os acertos e as burradas, ficamos mal, fazer o que? De que adianta ficar remoendo, a vida continua, vambora!
Há quem sofra da síndrome de Cândido: Voltaire criou este otimista maluco, um livro muito bom, que nos faz pensar como alguém em situações extremas ainda consegue pensar que tudo ficará bem quando chegar ao fim. E olha que o Cândido só se lascou a história toda,rs. Não sei se são pessoas evoluidas a ponto de não sofrerem, ou acomodadas e que preferem passar os dias a viver de verdade.
Como montanha-russa de emoções, oscilo entre os momentos faca nos dentes e meu mundo caiu, tentando minimizar o último,rs.
Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s