Dashô = Namastê?

Vi missas budistas na casa de meus avós paternos, mas entrei pela primeira vez em um templo…
Tinha um ritual para os incensos (detalhe: em pó!): mão esquerda sobre a mesa, joga o incenso em pó 2 vezes com a mão direita, depois nivela o incenso, dá um passo p trás junta as mãos e inclina o tronco p revenciar. O que os hindus da novela chamam namastê, lá chamaram Dashô (n me perguntem a tradução, n sei japonês).
Apesar da criação católica, admiro a filosofia budista, que ensina que a vida é um ciclo: nascimento, crescimento, sofrimento e morte: o tal nam mioro rengue kio. Na escola, tinha uma menina que repetia isso como louca 60 vezes e falava q era p ajudar a ir bem na prova…se ela repetisse 60 vezes as fórmulas de física iria melhor….rs. Era um mantra para meditar que somos perenes….só isso!
Só não me acostumei c as datas para comemorar aniversários, envelopes, isso nada tem a ver com budismo,é mais da cultura japonesa.
Do legado japonês, restou em mim os olhos puxados, a determinação, o estudo, fotos e karaokê.
Mas ainda me inscrevo num curso de ikebana, origami, culinária japonesa…
 
Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s